Pesquisar este blog

Translate

sábado, 26 de abril de 2014

CADFREELA #41: Relacionamento Profissional

A cada dia que passa a gente aprende uma lição, e destas lições a gente corre para compartilhar com os colegas.

Assim como qualquer relacionamento temos os momentos bons e maus.
Mas no campo profissional quando está tudo bem quer dizer que os lucros estão em alta e o trabalho está fluido de maneira tranquila, mas quando está mal aí corre-se o risco de perder um trabalho, não acontecer nenhum ganho, e perder possíveis novos contatos.

Sendo assim acho que deveríamos estabelecer algumas regras de conduta, não é porque o trabalho é freelancer, que é informal, que é um contrato de boca, que tem que ser bagunça.

1- Aquela frase o cliente tem razão, não funciona nessa área, afinal muitos dos clientes ganham as nossas custas, então deve se estabelecer uma relação profissional onde o respeito é mútuo, tipo parceria, então ninguém é superior ao outro, cada um faz o seu trabalho dentro daquela parceria e todos ganham conforme o trabalho que desenvolveu ou o contrato estabelecido.

 2- Colegas de profissão, ou seja, outros freelancer, são concorrentes, e por mais que todos precisem, nem sempre oferecer sua ajuda a outro profissional é agradável, o seu cliente normalmente é um outro profissional que necessita de auxílio com desenhos, e provavelmente um outro cadista não é essa pessoa, essa pessoa deve ser alguém que não tenha habilidade ou disponibilidade para desenhar, ou tenha a enorme habilidade de conquistar mais trabalho que consegue realizar.
3- Espaço de trabalho dos cadistas freelancer normalmente não é um espaço normal de trabalho, como um cantinho de sua casa, ou da casa de um parente, ou numa mesa de um restaurante, sendo assim deve-se haver limites para utilização, como se o seu número de telefone deve ser compartilhado, se é permitido receber pessoas relacionado ao seu trabalho, se o seu horário é 24 horas por dia e 7 dias por semana ....











4- Não sei se é comum estabelecer um contrato formal de trabalho, mas deve-se ao menos estabelecer um contrato de boca confiável, onde ambas as partes tem direitos e deveres, e ninguém se senta lesado, normalmente o nosso dever é entregar um serviço de desenho conforme o pedido, e nosso direito é ser remunerado por este serviço sem graves atrasos.
 5- Pessoas que não faze parte do seu trabalho, como seus parentes ou outras pessoas que dividem o mesmo espaço que o seu no momento que você estiver em serviço, precisam estar cientes que você não está disponível naquele momento, afinal eles devem e podem ser um apoio para o bom funcionamento do seu trabalho, ou não te atrapalhando ou sendo um ajudante, nem que seja pra te oferecer um copo d'água.










6- RESUMINDO RESPEITAR O LIMITE DO OUTRO.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marcadores