Pesquisar este blog

Translate

sábado, 26 de abril de 2014

CADFREELA #40: Custo > Preço > Valor

Após assistir uma palestra:
"Saber é Crescer - Como cobrar honorários" de Ricardo J. Botelho (ricardo@ricardobotelho.com.br tel: 11-3035-4888)
 
http://www.adforum.com.br/

Vejo que como cadista freelancer o tema é bastante interessante e um questão que está na cabeça de muita gente que tem como produto a prestação de serviço.

Como cobrar por um serviço em que o cliente não consegue mensurar o que está pagando e pior que o próprio prestador de serviço não sabe explicar isso.

Na palestra que vale a pena conferir as próxima, no caso essa foi uma amostra grátis de um conjunto de palestra que trabalham como workshop detalhando cada tema citado.

Um dos itens foi a partição do pagamento em 3 formas de começar a calcular e estimar quanto cobrar.

CUSTO
Diz do quanto custa o seu trabalho, devendo neste caso detalhar o máximo possível o número de coisas que se gasta para manter e executar o seu serviço, considerando que mesmo sendo freelancer e acredito que na maioria (se não for praticamente todos os casos) um trabalho informal, considerar os custos de um trabalho formal, afinal a meta é tornar o seu serviço respeitado e valorizado.


- Impostos = não saberia dizer quais são e quanto custa imposto para cadista freelancer, algo como INSS, Taxa na prefeitura, Sindicato, Conselho de Classe, contador, ...
- Aluguel = mesmo que seja dos 4m² que utiliza dentro da sua casa
- Despesas = luz, água, telefone, alimentação, transporte, ...
- Salário ou Pró-labore = Salário dos funcionários da empresa no caso você, ou até aquele parente que atende o telefone.
- Depreciação e reserva = manutenção ou troca de equipamentos, como computador, impressora, carro, ...
- Diversos = aquele dinheiro que você precisa para todas as coisas que você acaba gastando por conta do seu serviço, como papel, tinta de impressora, trena, réguas, calculadoras, pastas, cafezinho ...
- TENTE NÃO SE ESQUECER DE NADA

Desta soma terá um primeiro número que será dividido pelo número de horas de um trabalhador por mês e terá um valor de hora de trabalho, que varia de 160 (para 40 horas semanais) a 176 (para 44 horas semanais) horas por mês.

PREÇO
Este será aquele número que dará para para o seu cliente, que não necessariamente será maior que o seu custo, já que vai depender do valor de mercado, do nível de qualidade do seu serviço, e considerando o seu histórico de trabalho.





VALOR
Anteriormente apareceu estes nome em valor de hora de trabalho e valor de mercado.
E acrescentando quanto o seu cliente acha que você vale.
Esse foi um tema citado na palestra deixando uma questão como tornar o serviço valorizado?










2 comentários:

  1. vou começar como cadista. sou do interior de Sao Paulo. qro cobrar por m2. qunt cobrar em media? alguem sabe.

    ResponderExcluir
  2. Para cadista acho que cobrar por metro quadrado não é uma boa ideia, mas para começar faça uma lista de desenho necessário para um projeto pense quanto acha que esse total deveria custar, pensando no tempo que gastará para fazer, e quanto acha que vale o seu tempo de trabalho e divida o total por quantos metros de terreno por exemplo, ou de área construída, mas depende de projeto para projeto.

    ResponderExcluir

Marcadores