Pesquisar este blog

Translate

domingo, 28 de abril de 2013

Arquitetura #06: Estrutura da Pioneiria

Essa semana estava entretida com uma prova de Resistência dos Materiais, mas conhecida com RESMAT, já que estou cursando Edifícios na FATEC.

Para todas as áreas envolvidas na construção civil, a parte estrutural tem sido o CALCANHAR DE AQUILES, de muita gente, pois é a estrutura que trabalha e promove que o produto da construção civil alcance os outros níveis que a compõe.

PONTES, VIADUTOS, EDIFÍCIOS, TORRES, CASAS, ESTÁDIOS, GINÁSIOS, PALÁCIOS, PISCINAS, ESTAÇÕES, AEROPORTOS, TÚNEIS, .......

No Brasil ainda é pouco explorado as vertentes e as possibilidades que uma estrutura pode alcançar.

Normalmente quem se aventura em abusar da estrutrura cria uma marca.

Pesquisando do GOOGLE: Niemeyer (Brasília, MAM.Niterói), Ruy Otake (Hotel Unique), Marcos Acayaba (Residências), João Filgueiras Lima (Rede Sarah Kubitschek), Lina Bo Bardi (MASP), Afonso Reidy (MAM.RJ), ......














Mas para alguém como eu que teve a oportunidade de conhecer um pouco sobre PIONEIRIA ESCOTISTA, outros tipos de estruturas são da mesma forma surpreendentes, que com BAMBU, SISAL e FACÃO é possível fazer, de maneira intuitiva, por tentativa e erro, ensinada por pessoas que muitas vezes não tem nenhum conhecimento acadêmico de estrutura.










Vale conhecer também as estruturas internacionais que tentam desafiar as leis da física, com edifícios altíssimos, pontes longuíssimas com o mínimo de apoios possível, desafiando as leis da natureza, com construções que vencem com aerodinâmica os ventos, peças autoportantes, para suportar tremores, e muitas outras conquistas que o estudo de estruturas pode alcançar.

Sendo os japoneses os mestres da ARQUITETURA COM BAMBU.







Um dos tipos de projeto que exige formação de engenharia, é o projeto de estruturas, já que projetista de estrutura também necessita calcular e dimensionar a estrutura que será empregada na construção.

Mas se tudo mais falhar chame um escoteiro, um bandeirante ou um desbravador.


2 comentários:

Marcadores