PROJETO #25: Acessibilidade na lei

Acabo de saber que a queridinha das regras de projeto é lei sim

ABNT NBR 9050:2015 - Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos

Não sei se é de conhecimento de todos que Normas ABNT não tem força de lei, mas por serem elaboradas pelos melhores especialistas na área, ela remete as melhores práticas para o quesito em questão, e sendo assim dificilmente alguém se nega a seguir a essa normas.

MAS VAI QUE

Resultado de imagem para erro acessibilidade Resultado de imagem para erro acessibilidade Resultado de imagem para erro acessibilidade Resultado de imagem para erro acessibilidade Resultado de imagem para fail acessibilidade Imagem relacionada Resultado de imagem para fail acessibilidade Resultado de imagem para fail acessibilidade  Resultado de imagem para fail acessibilidade


Sendo assim, como lei não será mais possível fugir das normas para a acessibilidade.

Segue o histórico de legislação, mas caso tenha esquecido de algum, complementem nos comentários



Art. 1º Ficam estabelecidas normas gerais que asseguram o pleno exercício dos direitos individuais e sociais das pessoas portadoras de deficiências, e sua efetiva integração social, nos termos desta Lei.

Art. 1o  As pessoas com deficiência, os idosos com idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos, as gestantes, as lactantes, as pessoas com crianças de colo e os obesos terão atendimento prioritário, nos termos desta Lei. 

Art. 1o Esta Lei estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida, mediante a supressão de barreiras e de obstáculos nas vias e espaços públicos, no mobiliário urbano, na construção e reforma de edifícios e nos meios de transporte e de comunicação.

Art. 2o  Ficam sujeitos ao cumprimento das disposições deste Decreto, sempre que houver interação com a matéria nele regulamentada:
I - a aprovação de projeto de natureza arquitetônica e urbanística, de comunicação e informação, de transporte coletivo, bem como a execução de qualquer tipo de obra, quando tenham destinação pública ou coletiva;
II - a outorga de concessão, permissão, autorização ou habilitação de qualquer natureza;
III - a aprovação de financiamento de projetos com a utilização de recursos públicos, dentre eles os projetos de natureza arquitetônica e urbanística, os tocantes à comunicação e informação e os referentes ao transporte coletivo, por meio de qualquer instrumento, tais como convênio, acordo, ajuste, contrato ou similar; e
IV - a concessão de aval da União na obtenção de empréstimos e financiamentos internacionais por entes públicos ou privados.

Art. 1o  A Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência e seu Protocolo Facultativo, apensos por cópia ao presente Decreto, serão executados e cumpridos tão inteiramente como neles se contém. 

Art. 1o  É instituída a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência), destinada a assegurar e a promover, em condições de igualdade, o exercício dos direitos e das liberdades fundamentais por pessoa com deficiência, visando à sua inclusão social e cidadania.

Art. 1º  A concepção e a implementação dos projetos arquitetônicos de hotéis, pousadas e estruturas similares deverão atender aos princípios do desenho universal e ter como referências básicas as normas técnicas de acessibilidade da Associação Brasileira de Normas Técnicas - ABNT, a legislação específica e as disposições deste Decreto, especialmente quanto aos Anexos I, II e III.


ACRESCENTE COM COMENTÁRIOS

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AutoCAD #16: Meu desenho está flutuando

Portifólio #12: Desenho de Mobiliário

PROJETO #07: Layout do espaço

AutoCAD #07: Perspectiva Isométrica

AutoCAD #13: model space x paper space