Pesquisar este blog

Translate

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

CADFREELA #37: Não fazemos trabalho acadêmico

Existe algumas práticas que ao longo dos tempo se torna comum, normal e, sendo assim, se torna algo CORRETO.

Não gostaria de abrir essa postagem no blog, mas de alguma maneira ruim isso me afetou mais do que deveria.

Ultimamente chove-se cursos para dar habilidades dentro das várias possibilidades da construção civil.
- Cursos para habilidades na mão de obra ....

- Cursos de Softwares de desenho, orçamento, planejamento ...
- Cursos universitários, técnicos, tecnólogos, livres, extensão....

Transformando esses curso em um novo mercado de trabalho, um mercado de serviços.
1- Iniciando com um novo nicho para as gráficas e papelarias, que se instalam para atender a esse mercado
2- Seguidamente para ou paralelamente ao setor de publicações com revistas e livros para iniciantes sobre o tema.
3- A partir daí o céu é o limite, ou não deveria ser?!?!

Está é a questão que venho colocar aqui.
Acredito esses cursos sejam a porta de entrada da área de Arquitetura/Engenharia/Construção, e não um novo mercado a ser criado, distorcendo os profissionais envolvidos nessa área.


FALANDO CLARAMENTE
Ser Projestista Cadista é um dos elementos da cadeia de produção da Insdústria da Construção, tendo sua função dentro dela e não paralelamente oferecendo de apoio  ingressantes.
NO CASO REALIZANDO SERVIÇOS DE DESENHO PARA AQUELES QUE ESTÃO ESTUDANDO PARA APRENDER A DESENHAR.

QUESTÃO PESSOAL
Se manter no mercado é uma luta diária, pois a cada dia a concorrência está maior e eu também tive minhas dificuldades para galgar cada etapa até aqui, sendo que há ainda muitas a galgar.
E acredito que fazendo esse tipo de serviço prejudicarei a mim como profissional, por me colocar numa situação de marginalidade e desrespeito com o processo de formação dos profissionais da área.

NÃO FAÇO TRABALHOS ACADÊMICOS
Não existe essa de fazer um trabalhinho de TCC, TFG, da matéria XYZ ....., todos tem dificuldades e realizar  suas tarefas diárias, em muitas casos é possível e necessário uma colaboração e ajuda, mas na etapa de formação profissional essa ajuda se torna prejudicial no momento que  lhe retira a responsabilidade pelo seu próprio aprendizado.

Leia sobre: Quatro Pilares da Educação
1- Aprender a Conhecer 
2- Aprender a Fazer
3- Aprender a viver com os outros
4- Aprender a ser



.
Para contribuir com a postagem deixe seu comentário
com dúvidas, sugestões, críticas ou elogios
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marcadores