Pesquisar este blog

Translate

domingo, 10 de março de 2013

Cadista Freelancer #15: Hierarquia de projeto

Você está no ramo da Construção?

Mais qual a sua colocação hierárquica????

Então reparei na seguinte denominações de profissão:

Desenhista
Projetista

É queridos projetistas de plantão, o autocad bagunçou tudo.



Quando comecei entrei nessa área que faz projetos para construção civil, as pranchetas já começavam a perder o espaço para os computadores.

Pranchetas, lapiseiras, grafite, escalimetros, esquadros, fita vegetal, normógrafos, gabaritos, canetas nankins, gilete, régua paralela, ...... e milhares de outros materiais que nem cheguei a conhecer seus nomes e suas serventias, indo para na lata do lixo, ou simplesmente materiais de estimação de seus donos, que um dia pensavam que passariam para algum filho, neto, ou alguém que cuidasse com o mesmo carinho que fez a vida toda.


Atualmente esse materiais estão totalmente desvalorizados, mas ainda são o grande símbolo dessa profissão que é ser PROJETISTA.

Mas se os materiais foram descartados, e os Projetistas o que fizeram com eles?
Os que puderam e aguentaram migraram para o autocad, mas o autocad se tornou acessível a todos, todos puderam se tornar bons projetistas, não projetistas expetaculares como as pranchetas faziam com os anos de experiência, mas o suficiente para economizar na contratação de projetistas de profissão.

Não sei se concordarão comigo, mas quantos hojem se dizem projetistas com orgulho, e cadistas então menos ainda, pois o projeto virou uma coisa banal, não uma arte feita com sangue e suor pelos Projetistas de Prancheta.

Certa vez ouvi a seguinte frase: "...antes haviam os projetistas, onde o arquiteto (ou engenheiro), passava alguns riscos da ideia e este desenvolvia todo o projeto, hoje existem os estagiários de arquitetura (ou engenharia) que sabem CAD, mas precisam do desenho completo para copiar..."

Com essa frase na cabeça, comecei a buscar aprender mais sobre representação gráfica, e para a minha grande surpresa, não é algo simples, como o autoCAD aparentemente permitiu ser, percebi que para ser um excelente cadista, é necessário ter uma boa noção de desenho de prancheta, noção de geometria, noção de construção, e é claro aprender a ferramenta co autocad.

A lógica da prancheta foi totalmente computadorizada pelo autocad:

Arquitetos e Engenheiros mantiam o perfil de orientadores do projeto, hoje eles também desenvolvem o projeto e fazem as vezes de projetista.

Projetistas desenvolviam todo o processo gráfico das pranchas de apresentação, hoje eles acumularam os trabalhos que era dividido por toda a equipe de desenho: desenhista copista, perspectivista, estagiários que limpavam as folhas com gilete, arquivista, normografistas, ..... tudo com ajuda do computador.

É assustador pensar assim, mas as empresas  abriram mão de ganhar com os projetos para ganhar na administração de obra, que também se modernizou como os materiais pré-fabricados, que permitiu economizar no em projetos de detalhamento.

Então para que serve um projetista atualmente? Eu diria que ele é bem mais útil do que um dia já foi, pois um bom projetista é quem permite o desenvolvimento de novas ideias, é quem deveriam solucionar e prever muitos dos equívocos de obra que acontece, por não haver um cuidado com o projeto.

O projeto foi uma evolução nas construções antigas e que permitiu prever, calcular e desenvolver muitas das obras admiradas até hoje.

A desvalorização do projeto, do bom projeto, está regredindo o avanço da indústria da construção.

Muitos dizem que: "...no papel tudo é possível...", mas um bom projetista não é simplesmente aquele que desenha, mas é aquele que transcreve para o papel a solução para um problema construtivo.

CADÊ OS BONS PROJETISTAS QUE SERÃO OS MESTRES DOS FUTUROS PROJETISTAS???

 


2 comentários:

  1. Muito bom seu post, este é um assunto que me chama bastante atenção. Estou cursando o 7º período de engenharia civil, e a pouco terminei um curso de desenho de arquitetura e edificações, não através do AutoCAD (apesar de já ter feito há um ano um outro curso de AutoCAD 2D e 3D completo), mas à moda antiga, na prancheta... minha conclusão: a nível estético é um trabalho incomparavelmente mais bem elaborado do que o executado pelo computador que, embora seja tenha seu mérito pela praticidade e rapidez com que se conclui determinado projeto, não valoriza o trabalho artístico de seu desenhista... Como bem disse, atualmente muitos escritórios de engenharia/arquitetura requerem de seus estagiários bons conhecimentos do AutoCAD, porém isto não irá transforma-lo num verdadeiro profissional. Na minha opinião, não tem jeito: engenheiro que é engenheiro tem que saber desenhar, e esta regra vale para qualquer outro profissional da área, mesmo o projetista em si!

    Att,

    Victor Ribeiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Victor, concordo com você de que desenhar é uma ferramenta muito importante para quem trabalha com construção, pois é o principal mecanismo de desenvolver no futuro profissional uma visualização espacial, prevendo o que será a obra construída.

      Excluir

Marcadores